sexta-feira, junho 20, 2014

UM PLANO BRILHANTE (The Love Punch)



Se a Copa do Mundo está reservando várias surpresas, as estreias deste período também não devem ser subestimadas. Um filme como UM PLANO BRILHANTE (2013), por exemplo, além de ter esse título genérico brasileiro e que até já foi usado antes, traz uma impressão de ser uma comédia boba e também tem um cartaz nada convidativo. Em vez disso, porém, o que vemos é uma das comédias mais agradáveis dos últimos anos, com um sabor das comédias sessentistas, misturando humor físico com os bons e velhos clichês das comédias românticas.

Tanto Emma Thompson quanto Pierce Brosnan estão ótimos no papel de um casal divorciado que, depois da partida da filha para estudar em uma universidade em outro estado, e depois do incidente que leva à falência da empresa do personagem de Brosnan, acabam se juntando para conseguir reaver o que um magnata inescrupuloso (Laurent Lafitte, creditado como sendo da comédie française) lhes tomou. Assim, os dois vão parar em Paris para viver grandes aventuras, além de uma forte possibilidade de voltar a ficar juntos. Aliás, isso já é algo bastante esperado no enredo. Praticamente óbvio. Mas o importante é como o filme chega lá.

Brincar com o peso da idade não é nenhuma novidade. O velho Clint já vem fazendo isso desde os anos 1980. Mas o que vemos neste novo filme de Joel Hopkins, financiado com dinheiro francês, é uma excelente química entre os dois astros. Uma química, aliás, bem melhor do que a do filme anterior de Hopkins, também com Emma, mas com um par romântico que não combinava tanto com sua beleza, Dustin Hoffman, no romance da terceira idade TINHA QUE SER VOCÊ (2008). Aqui ambos os protagonistas são dois coroas enxutos e cheios de magnetismo e beleza.

O filme ganha ainda mais graça com a presença do casal de amigos do duo, vividos por Timothy Spall e Celia Imrie. Os dois dão ainda mais graça à loucura de raptar os convidados do inimigo da família e roubar uma joia que vale muitos milhões durante uma festa de casamento. No caminho, conhecem a noiva, a bela francesa Louise Bourgoin, que desempenhará papel importante nos momentos finais do filme.

UM PLANO BRILHANTE, além de ser feito para chamar a atenção de um grupo de espectadores mais maduros, acaba sendo também uma diversão para toda a família, e um filme que provoca um estado de bem-estar e um sorriso no rosto, ao sair da sessão, que poucas comédias mais ambiciosas ou mais moderninhas conseguem.

Nenhum comentário: