sexta-feira, dezembro 07, 2012

A ESCOLHA PERFEITA (Pitch Perfect)



O maior mérito de A ESCOLHA PERFEITA (2012) é conseguir transitar por um terreno muito fácil de se fazer algo vergonhoso e xarope e fazer um belo trabalho, capturando o espectador que se deixar envolver não só pela histórias, mas também pelos números musicais a capella. Dirigido por Jason Moore, diretor de musicais da Broadway e de séries de televisão, o filme é bem sucedido não apenas pelos números musicais bem orquestrados (quando essa é a intenção), mas também pela condução dos personagens com leveza.

Anna Kendrick, cada vez ganhando mais espaço em papéis de destaque, é nosso representante na história. Assim como ela, a maioria de nós, espectadores, vê aquelas apresentações a capella e com dancinhas coreografadas como algo um tanto brega e estranho. Mas, aos poucos, mesmo com tantos personagens vistos como caricaturas, como representações, torna-se fácil ser fisgado por aquele universo. Até porque o filme tem um senso de humor muito agradável.

Na trama, apresentando-se como rivais, há o grupo das meninas, as Belas do Barden, e há o grupo dos rapazes, que desde o começo se mostra bem fácil de ser odiado. O grupo das meninas sofre com um acidente feio logo no início do filme: a líder do grupo vomita litros de gosma em cima do público por puro nervosismo. Mas é fácil prever que a personagem de Anna Kendrick, Beca, será a salvação daquele grupo.

Mesmo sabendo mais ou menos que caminho o filme seguirá, com o inevitável sucesso final do grupo das meninas no campeonato, bem como a bem-sucedida união de Beca com o simpático Jesse (Skylar Astin), isso não impede que todo o percurso seja muitíssimo agradável, mesmo para quem não conhece a maioria das canções executadas. Elas não são tão populares quanto as de ROCK OF AGES – O FILME, por exemplo.

Aliás, eu diria até que A ESCOLHA PERFEITA é um filme bem melhor resolvido que ROCK OF AGES. Principalmente pela boa química das garotas. A presença de Rebel Wilson, a gordinha de O QUE ESPERAR QUANDO VOCÊ ESTÁ ESPERANDO e de QUATRO AMIGAS E UM CASAMENTO, atualmente em cartaz, é muito importante para que o filme ganhe em momentos divertidos. Mas há outras atrizes menos conhecidas que também contribuem, como a oriental que fala baixinho, a moça negra lésbica ou a líder loira controladora vivida por Anna Camp (de HISTÓRIAS CRUZADAS). A trama ainda inclui dois comentaristas, interpretados por Elizabeth Banks e John Michael Higgins, que ajudam a tornar a competição vocal ainda mais divertida.

Algumas das canções de destaque do filme são: "Since u been gone" (Kelly Clarkson); "Like a virgin" (Madonna); "Don't stop the music" (Rihana); "Eternal flame" (The Bangles); "Hit me with your best shot" (Pat Benatar); "Don't you forget about me" (Simple Minds); "Just the way you are" (Bruno Mars); entre outras.

Nenhum comentário: