terça-feira, outubro 08, 2013

AS BEM-ARMADAS (The Heat)



Na expectativa da estreia de GRAVIDADE, de Alfonso Cuarón, é interessante poder conferir mais uma vez o talento de Sandra Bullock no terreno da comédia, desta vez ao lado de Melissa McCarthy, que já havia trabalhado com o diretor Paul Feig no mais bem-sucedido MISSÃO MADRINHA DE CASAMENTO (2011) e está ensaiando tentativas de chegar ao estrelato através de comédias.

Não deixa de ser interessante ver essa série de comédias estreladas por mulheres e perceber o quanto elas podem ser tão boas quanto os homens no quesito humor, por mais que se espere quase sempre delas mais suavidade. AS BEM-ARMADAS (2013) é uma comédia que chega a ser ingênua diante de tantas outras: é uma pequena história sobre amizade usando o tão conhecido tema da dupla de policiais de personalidades diferentes que são obrigados a trabalhar juntos.

No caso de AS BEM-ARMADAS, tanto a agente do FBI Ashburn, que não tem muita moral com seus subordinados, vivida por Sandra Bullock, quanto Mullins, a policial pouco sociável vivida por Melissa McCarthy, representam algo de losers, até pelo que a própria sociedade exige das pessoas: que elas consigam conviver em harmonia em um ambiente profissional. Quanto ao aspecto familiar, é comum vermos policiais solitários e com famílias esfaceladas por causa de seu trabalho. No filme de Feig isto não é exceção.

Assim, essas duas mulheres solitárias se juntam, inicialmente contra a vontade delas, para desmascarar a identidade de um chefe das drogas de Boston. Um dos obstáculos é que o irmão de Mullins está envolvido com o grupo de mafiosos e já esteve preso. A própria irmã, inclusive, foi quem o prendeu, o que lhe rendeu o ódio de toda a família.

Apesar de não ser um filme de se dar tantas gargalhadas, é uma obra leve e agradável, com bons desempenhos de Bullock e McCarthy, além da boa mão na direção de Feig. AS BEM-ARMADAS tem um ritmo despreocupado, deixando claro que a trama policial não tem muita importância. O que há de importante é sim a progressão da amizade das duas parceiras, especialmente quando elas resolvem tomar todas num bar.

Há espaço para o politicamente incorreto, quando as duas são frequentemente confrontadas por um policial albino, que acaba sendo motivo de algumas das melhores piadas do filme. O jeito desastrado de ser de Ashburn e Mullins também garante bons momentos. Destaque para uma cena em que um sujeito fica engasgado numa lanchonete e Ashburn resolve tomar uma atitude bem drástica.

Assim, AS BEM-ARMADAS não é a bobagem que o trailer prenuncia mas também está longe de ser a melhor comédia do ano. Porém, vale conferir, especialmente quem acompanha a trajetória das duas atrizes e do diretor, que ainda hoje é lembrado como o criador da cultuada série FREAKS & GEEKS (1999-2000).

Nenhum comentário: