quarta-feira, janeiro 18, 2006

MASTERS OF HORROR: DEER WOMAN



Desisto de tentar dizer qual é o melhor filme de MASTERS OF HORROR. Depois de ter admirado HOMECOMING, o belo horror-político de Joe Dante, e dito que se tratava do melhor da antologia, eis que DEER WOMAN, de John Landis, me deixou chapado e tomou o lugar do filme de Dante no topo de minhas preferências. Assisti a DEER WOMAN com um sorriso no rosto durante praticamente o filme inteiro.

DEER WOMAN é filme irmão de UM LOBISOMEM AMERICANO EM LONDRES (1981), o melhor filme de lobisomem já feito. E assim como o seu parente clássico, DEER WOMAN é um "filme de monstro". O monstro aqui é inspirado numa lenda indígena americana, sobre uma criatura metade mulher, metade veado, que seduz e mata os homens. A trama começa com um detetive deprimido - o cara havia levado um par de chifres da esposa, de quem estava separado - que é chamado para investigar um caso estranho. O corpo de uma vitima foi encontrado dentro de um caminhão. Na verdade não era bem um corpo. Era como se alguém o tivesse colocado dentro de um liquidificador gigante. Procurando investigar esse caso bizarro, os detetives até lembram de um estranho caso de um certo lobisomem que aparecera em 1981, na cidade de Londres. Enquanto isso, a mulher-veado faz novas vítimas.

A moça que faz a mulher-veado é a brasileira Cinthia Moura, uma top model debutando no cinema. Ela foi convidada por Landis por ter uma certa semelhança com as índias americanas. Ainda assim, foi preciso que colocassem um pouco de maquiagem no seu corpo a fim de tornar sua pele um pouco mais escura. Essa mulher é um espetáculo de beleza e em determinada cena ela ainda consegue ser assustadora. O filme é narrado com um certo humor negro que nem todo mundo conseguiu apreciar. As seqüências em que o detetive tenta entender como aconteceu o crime são hilárias. Fora que o filme mostra o quanto uma mulher bonita exerce poder sobre os homens, que viram verdadeiros patinhos em suas mãos.

DEER WOMAN representa o retorno de Landis à boa forma do passado. Os anos 90 não foram muito felizes para o diretor, já que o seu trabalho mais famoso nessa década foi o videoclipe "Black or White" (1991), que ele fez para o Michael Jackson. Nos anos 80, "Thriller", também dirigido por ele, revolucionou o mundo dos videoclipes. Parece que agora ele está voltando com força total, já que ele anunciou quatro produções dos gêneros favoritos dele: comédia e terror.

P.S.: Pra quem se interessar, entrevista de Cinthia Moura no link.

Nenhum comentário: