terça-feira, agosto 20, 2013

TRUE BLOOD – A SEXTA TEMPORADA COMPLETA (True Blood – The Complete Sixth Season)



Pode-se dizer que houve uma queda de qualidade em relação à temporada anterior. Mesmo assim, pra uma temporada que começou bem desinteressante e maçante, a partir do terceiro ou quarto episódios, a sexta temporada (2013) de TRUE BLOOD voltou aos trilhos, ainda que não dê para classificá-la como sendo uma das melhores. Ao contrário, é toda torta e cheia de falhas, tem uma história meio boba envolvendo um vampiro-fada, mas consegue se segurar muito bem com a trama paralela, a da prisão dos vampiros.

Não deixa de ser interessante vê-los agora na posição de vítimas, mesmo torcendo por eles. Até personagens que começaram como malvados ou antipáticos, como Eric e Pam, acabaram conquistando a simpatia da audiência. E hoje nem dá para imaginar a série sem eles. Ainda assim, corre-se o sério risco de haver uma sétima temporada sem o Eric, embora eu ache difícil de acontecer.

Falando em livrar-se de personagens, interessante como esses produtos televisivos são guiados não só pela audiência, mas também pela simpatia ou antipatia que determinados personagens causam no espectador. Deve ter sido o caso de um dos coadjuvantes, que não era mesmo tão interessante e foi para o saco. Mesmo assim, sua saída de cena acabou rendendo o momento mais emocionante da temporada, com o discurso de Sookie em seu funeral. Confesso que chorei.

No mais, continua o distanciamento de Sookie com os vampiros que fizeram a sua cabeça nas primeiras temporadas. Foi também uma temporada que deu pouco destaque para Sam, um dos personagens mais interessantes da série e o terceiro nome a aparecer nos créditos.

O problema é que as tramas envolvendo Warlow (o tal vampiro-fada apaixonado por Sookie) e principalmente a perseguição e prisão dos vampiros, bem como os poderes adquiridos por Bill, depois de ter bebido o sangue de Lilith, acabaram não deixando espaço para os transmorfos e muito menos para os lobisomens. No fim das contas, parecia que os roteiristas não sabiam mais o que fazer com esses personagens. Outro coadjuvante muito bom e subaproveitado é Lafayette.

Quanto ao aspecto erótico da série, infelizmente a sexta temporada diminuiu bastante a temperatura, que se mostrou realmente forte apenas em uma cena envolvendo sexo a três com a turma dos lobisomens no meio da floresta. O ménage envolve duas mulheres e um homem, Alcide, outro cara caidinho pela Sookie. No mais, Jessica continua espetacular e teve mais espaço nesta temporada. Uma boa ideia seria matarem todos os personagens e fazerem uma série do zero chamada "As aventuras sexuais da vampira Jessica". Levanta o braço quem concorda! o/

Nenhum comentário: