sábado, outubro 08, 2005

WALLACE & GROMIT: A BATALHA DOS VEGETAIS (Wallace & Gromit: The Curse of the Were-Rabbit)



Não tinha intenção de ver esse filme, apesar de dizerem que é muito divertido. É que ultimamente não tenho me animado muito com filmes infantis. Mas, como o meu sobrinho já acordou dizendo que queria ir pro cinema comigo, aproveitei pra ver esse filme com ele. Sozinho, acho que eu não iria. O filme é realmente muito divertido.

Os criadores de Wallace e de seu cãozinho Gromit já tinham ganhado vários prêmios mundo afora quando faziam apenas curtas-metragens na Inglaterra. Nick Park, um dos diretores do longa e principal mentor do projeto, já tinha experimentado o sucesso com A FUGA DAS GALINHAS (2000), mas animação de massinha é um negócio tão trabalhoso que levou mais cinco anos para que WALLACE & GROMIT: A BATALHA DOS VEGETAIS (2005) ficasse pronto. Não deixa de ser curioso ainda haver, em plena era da animação digital, filmes com esse tipo de animação, tão artesanal - até as impressões digitais dos animadores a gente vê no rosto dos personagens.

O título brasileiro é meio equivocado. Deveriam ter sido mais fiéis ao título original, colocando o subtítulo "A Maldição do Coelhosomem". Do jeito que ficou, a impressão que se tem é que o filme é sobre um monte de pepinos e abóboras lutando entre si. A trama do filme é a seguinte: Wallace e Gromit trabalham de capturar coelhos que infestam os jardins de uma pequena cidade. As pessoas da cidade têm o hábito de participar de uma tradicional feira que premia o maior legume. Wallace e seu cão também têm o seu legume gigante em casa. Wallace é conhecido por gostar muito de queijo além de ser metido a inventor. A trama do filme gira em torno do resultado de uma de suas experiências.

Antes de começar o longa-metragem, passa um curta divertidíssimo chamado OS PINGÜINS DE MADAGASCAR EM UMA MISSÃO DE NATAL, estrelando justamente os tais pingüins tentando resgatar um colega. Destaque para o pingüim terrorista. Mais engraçado que o longa.

Nenhum comentário: