segunda-feira, janeiro 18, 2010

GLOBO DE OURO 2010



Na noite de ontem, a cerimônia de premiação do Globo de Ouro foi até animada. Acho que o fato de eu ter assistido comentando no twitter com os amigos da blogosfera cinéfila ajudou bastante a me manter ligado, não só na festa, mas também nos comentários espirituosos da turma.

O fim da tarde em Los Angeles começou com chuva, mas não diminuiu o glamour do tapete vermelho. A mais bela da noite, Kate Hudson, foi a primeira das beldades que me saltou aos olhos. Heather Graham também estava reluzente com a turma de SE BEBER NÃO CASE, que acabou ganhando o prêmio de melhor filme na categoria comédia ou musical. Não gostei muito de AVATAR ter conquistado os prêmios principais de filme e direção (James Cameron). O filme está longe de obras-primas como BASTARDOS INGLÓRIOS, de Quentin Tarantino, e GUERRA AO TERROR, de Kathryn Bigelow, mas tem a sua importância na História do Cinema, no que se refere à evolução técnica, a mais um passo dado para o futuro do cinema.

O momento mais bonito da noite foi, sem dúvida, o prêmio de homenagem a Martin Scorsese, que foi apresentado por seus principais atores - Robert De Niro e Leonardo DiCaprio. O grande clipe mostrando os filmes de Scorsese ficou um pouco prejudicado pela propaganda de ILHA DO MEDO, o novo trabalho do cineasta. Mas não deixa de ser uma bela jogada de marketing. Scorsese estava realmente emocionado.

Nenhum dos discursos de agradecimento me comoveu, mas talvez porque eu não estivesse prestando atenção direito. Prefiro as piadas de Ricky Gervais, que fez brincadeira com Steve Carell, e disse que a THE OFFICE boa é a original: "qualidade é mais importante que quantidade". Mas nada como a brincadeira com o alcoolismo de Mel Gibson, quando ele o chamou para apresentar um prêmio. O legal é ver que todos estavam bem humorados. Julia Roberts, aliás, parecia tão feliz que parece que estava ou bêbada ou drogada. E falando em drogas, Paul McCartney, uma das presenças mais ilustres da festa, fez também piadinha na hora de apresentar o prêmio para desenhos animados, que seriam apreciados por crianças, mas também por adultos drogados.

O prêmio mais merecido e que me deixou mais feliz foi o de Christoph Lanz, como ator coadjuvante pelo seu brilhante trabalho em BASTARDOS INGLÓRIOS. Até quem não gosta do filme concorda que o cara arrasou. E foi bem humilde durante o agradecimento. That's a bingo!, como muitos disseram na hora que ele recebeu o prêmio. Ele bem que poderia ter aproveitado que recebeu o prêmio das mãos da Hale Berry e lascar-lhe um beijo, a exemplo de Adrien Brody. Hale estava maravilhosa. A premiação para Jeff Bridges por CORAÇÃO LOUCO também foi um dos pontos altos da festa. O ator foi recebido de pé pela plateia presente. E Meryl Streep, que estava concorrendo consigo mesma por dois filmes diferentes, faturou mais um para colocar na estante. Muito justo.

Quanto à televisão, legal GLEE ter ganhado o prêmio de melhor série de comédia ou musical. Não vejo a série, mas pelo menos desbancou 30 ROCK, que sempre ganha tudo nas premiações da categoria. Deu até para sentir uma expressão de desapontamento de Tina Fey, que não pôde mandar ninguém chupar nada dessa vez. :) Falando nisso, Chloë Sevigny ganhando por BIG LOVE foi também um momento bem feliz. É uma atriz que eu gosto e acompanho desde os anos 90. Era mais bela quando adolescente, mas ainda tem aqueles olhos de ressaca sedutores.

Michael C. Hall surpreendeu a muitos aparecendo de lenço na cabeça, devido a um tratamento contra um linfoma. Houve quem dissesse que sua premiação foi uma espécie de consolação dos votantes. De qualquer maneira, não deixa de ser um prêmio merecido e dado num momento muito especial de DEXTER, que teve a melhor temporada da série no ano passado. E o melhor serial killer da série também ganhou o seu prêmio: John Lighgow, que encarnou um verdadeiro monstro. No fim das contas, o saldo foi positivo. E quase todo mundo ficou feliz.



Prêmios da noite

Cinema

Melhor Filme - Drama - AVATAR
Melhor Filme - Comédia ou Musical - SE BEBER NÃO CASE
Melhor Diretor - James Cameron (AVATAR)
Melhor Roteiro - Jason Reitman (AMOR SEM ESCALAS)
Melhor Ator - Drama - Jeff Bridges (CORAÇÃO LOUCO)
Melhor Atriz - Drama - Sandra Bullock (O LADO CEGO)
Melhor Ator - Musical ou Comédia - Robert Downey Jr. (SHERLOCK HOLMES)
Melhor Atriz - Musical ou Comédia - Meryl Streep (JULIE & JULIA)
Melhor Ator Coadjuvante - Christoph Waltz (BASTARDOS INGLÓRIOS)
Melhor Atriz Coadjuvante - Mo'Nique (PRECIOSA)
Melhor Canção Original - "The Weary Kind" (CORAÇÃO LOUCO)
Melhor Trilha Sonora - Michael Giacchino (UP - ALTAS AVENTURAS)
Melhor Filme de Animação - UP - ALTAS AVENTURAS
Melhor Filme de Língua Estrangeira - A FITA BRANCA (Alemanha/Áustria)

Televisão

Melhor série de TV - Drama - MAD MEN
Melhor série de TV - Musical ou comédia - GLEE
Melhor ator em série - Drama - Michael C. Hall (DEXTER)
Melhor atriz em série - Drama - Juliana Margulies (THE GOOD WIFE)
Melhor ator em série - musical ou comédia - Alec Baldwin (30 ROCK)
Melhor atriz em série - musical ou comédia - Toni Collette (UNITED STATES OF TARA)
Melhor minissérie ou filme feito para a TV - GREY GARDENS
Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme feito para a TV - John Lithgow (DEXTER)
Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme feito para a TV - Chloë Sevigny (BIG LOVE)

Nenhum comentário: