segunda-feira, junho 24, 2013

FERMO POSTA TINTO BRASS



Tinto Brass é um dos diretores mais queridos da Itália. Principalmente por aqueles que ainda gostam de uma boa sacanagem no cinema. Que era realizada em maior escala nas décadas de 70 e 80, mas que foram se tornando mais escassas com o passar dos anos. Mesmo assim, tive o prazer de ver pelo menos um filme de Brass no cinema: MONELLA, A TRAVESSA (1998), que, se eu não me engano, foi o último trabalho dele lançado comercialmente no Brasil. Culpa de nossa cultura, cada vez mais incomodada com filmes libertinos. O sexo, quando visto no cinema, atualmente é mostrado de maneira negativa ou para causar mal estar, como em ANTICRISTO, de Lars von Trier, por exemplo.

FERMO POSTA TINTO BRASS (1995), ou simplesmente FERMO POSTA, é um dos filmes menos conhecidos do mestre italiano da comédia erótica. Mas não deixa de ser mais um belo exemplar em sua rica filmografia. É, assim como FAÇA ISTO! (2003), um filme de segmentos. Aqui, o próprio Brass, diretor famoso, recebe cartas de fãs que desejam que suas aventuras eróticas sejam transformadas em filmes ou que elas mesmas sejam estrelas de filmes do diretor. Assim, a partir do relato dessas mulheres, vamos assistindo aos vários segmentos. Alguns muito bons; outros, nem tanto.

A grande vantagem desses filmes de segmentos de Brass é a multiplicidade de estrelas sem roupa e em cenas absolutamente sem-vergonhas. Uma das histórias mais interessantes é a da mulher que dá uma de “Bela da Tarde”, saindo para ser prostituta durante o dia enquanto marido trabalha. Até chegar o dia em que ele aparece lá e a vê no "cardápio" do bordel. Claro que é a ela que ele escolhe. E ainda inventa outro nome para si, para curtir melhor a fantasia. Mas talvez a melhor história seja a do sujeito que perde tudo no jogo, inclusive a mulher, que no fim das contas acaba gostando da ideia de transar com vários amigos do marido.

Interessante como Brass sempre trabalha tão bem essa questão da mulher botando chifres no marido como uma espécie de fantasia e que em seus filmes fica extremamente excitante, como se pode ver em filmes como TODAS AS MULHERES FAZEM (1992) e A PERVERTIDA (2000), que coincidentemente estão entre os meus favoritos do velho safado. Ah, e quanto às mulheres de FERMO POSTA, sem dúvida, minha favorita é Cinzia Roccaforte, que interpreta a fogosa secretária de Brass. Um charme, com aqueles óculos de grau e aquela roupa de secretária com pernas e seios lindamente convidativos.

Nenhum comentário: