segunda-feira, dezembro 12, 2005

MASTERS OF HORROR: DANCE OF THE DEAD



Há tempos Tobe Hooper nos deve um filme de respeito, que faça jus ao seu passado glorioso de filmes como O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA (1974) e FORÇA SINISTRA (1985). Infelizmente não é dessa vez que isso acontece. DANCE OF THE DEAD (2005), sua contribuição para a série MASTERS OF HORROR, é até o momento o que eu menos gostei da antologia.

A trama do filme se passa num futuro apocalíptico onde existem poucas cidades que sobreviveram a uma espécie de holocausto não muito bem explicado. Pelo menos, o filme tem uma cena de flashback bem interessante, mostrando a fumaça de uma bomba enchendo os céus de negro e causando mancha na pele das pessoas. A dança dos mortos do título se refere a uma apresentação de zumbis. Robert Englund (o eterno Freddy Krueger) é o apresentador do show. E é ele quem compra cadáveres para usar em seu espetáculo bizarro. Aos poucos vamos sabendo da relação entre o tal show e a protagonista, a bela Jessica Lowndes.

O filme utiliza de vez em quando imagens distorcidas e tremidas, o que gera um pouco de incômodo, já que elas não tem razão de existirem. Nas cenas em flashback, para mostrar um passado melhor e mais inocente, há a utilização de filtros, deixando a imagem mais reluzente. Um dos outros problemas do filme é a demora para a trama se desenrolar. Há um excesso de informações fragmentadas no começo, o que acabou me aborrecendo um pouco. Para um filme de uma hora e meia é até aceitável, mas pra um de menos de uma hora, não é uma boa idéia.

P.S.: Nova coluna no CCR. Dessa vez, eu faço um balanço sobre o cinema nacional em 2005.

Nenhum comentário: