sexta-feira, novembro 06, 2009

SEINFELD - 7ª TEMPORADA (Seinfeld - Season 7)



O ano de 2009 vai entrar para a história da televisão por ter nos presenteado com a reunião do quarteto de SEINFELD na série CURB YOUR ENTHUSIASM, de Larry David. Eu, que nunca tinha visto a série, apesar de suas semelhanças óbvias com a melhor sitcom de todos os tempos, passei a acompanhá-la a partir desta atual temporada. E devo dizer que estou me deliciando. O episódio "The Reunion" foi marcante. Emocionante rever Jerry Seinfeld, Jason Alexander, Julia Louis-Dreyfus e Michael Richards novamente, depois de dez anos do fim da série que marcou suas vidas. E as nossas também. Nem eu imaginava o quanto gostava não apenas dos personagens, mas dos astros que interpretaram o quarteto. Mas deixemos para falar de CURB YOUR ENTHUSIASM quando a temporada chegar ao fim. A minha missão hoje é escrever um pouco sobre a excelente sétima temporada de SEINFELD (1995-1996), que marcou a despedida de Larry David da série.

Inclusive, no box da temporada vem um minidocumentário sobre a saída de David. E de como ele teve sentimentos de arrependimento quando viu a estreia da oitava temporada e viu que a turma estava se virando muito bem sem ele. Mas não dá pra negar a genialidade de David, do quanto ele foi fundamental para a série, que sem ele não existiria. David não é apenas o sujeito que escrevia grandes roteiros e o cara que inspirou a criação de George Constanza. Ele estava sempre por trás nas tomadas de decisões de episódios não escritos por ele também. David foi responsável por alguns dos melhores momentos dessa sétima temporada, mesmo tendo escrito apenas cinco episódios, sendo um deles duplo, "The Cadillac", cujo destaque é a obsessão de George por Marisa Tomei. Outro extra imperdível da temporada é uma homenagem a Elaine Benes/Julia Louis-Dreyfus, do quanto Julia é especial dentro de um gênero predominantemente masculino, do quanto ela consegue ser bonita e palhaça ao mesmo tempo.

Na semana passada, diante de momentos bem ruins de minha vida pessoal, senti um alívio tremendo ao chegar em casa e dar boas gargalhadas sozinho, vendo os últimos e geniais episódios dessa temporada. E eu não tinha visto ainda "The Invitations", o famoso episódio da morte de Susan! Que é sensacional! Como é que eu tinha perdido esse, quando acompanhava a série pela Sony, hein? De todo modo, é sempre bom ver que em cada temporada que eu pego pra ver sempre tem ainda vários inéditos para mim.

Entre os não-inéditos, "The Engagement" ficou durante muito tempo como o meu favorito da história da série. É aquele em que Jerry e George se sentam no café e fazem uma reflexão sobre suas vidas bobas, sobre o quanto eles deveriam mudar. Ambos saem do café dispostos a pedirem suas respectivas namoradas em casamento. George fica noivo de Susan; já Jerry, depois de uma antológica conversa com Kramer, logo muda de ideia, para desgosto do amigo, que agora ficou amarrado a uma relação que ele nem gosta. E o noivado de George foi uma das principais marcas da temporada, que lidaria diversas vezes com o seu desgosto com seu relacionamento e suas tentativas de adiar e de até pôr fim à relação. De se engasgar de rir o momento em que ele finge que fuma para ver se a noiva desiste dele. Isso em "The Invitations".

No entanto, o episódio mais memorável da temporada e eleito por muitos como o melhor da série é o clássico "The Soup Nazi", que causou uma verdadeira febre nos Estados Unidos na semana de sua exibição, com todo mundo comentando. A frase "No soup for you!" ficou na boca do povo. Mas "The Soup Nazi" nem está entre os meus favoritos. Quer dizer, eu gosto muito do episódio, acho ótimo e tudo, mas na sétima temporada tem outros de minha preferência. Abaixo, meu top 5 da temporada. E é um top bem ingrato, pois ficam de fora pérolas como "The Secret Code", "The Seven", "The Doll", "The Rye", o próprio "The Soup Nazi"... Puxa, são tantos!

1. "The Engagement". Não tem jeito. Apesar da subtrama da Elaine e do cachorrinho não ser o forte do episódio, ver os olhares de tristeza de George sempre que Jerry o chama para sair e ele não pode continua me fazendo rir muito;

2. "The Gum". Esse episódio é tão bom que eu fiz questão de apresentar à minha irmã, que não costuma ver a série. É aquele onde Kramer traz um amigo que passou uma temporada no hospício e ele pede para que todo mundo o trate como uma pessoa normal. Destaque para Elaine e o botão no cinema;

3. "The Invitations". O episódio já começa engraçadíssimo, na cena de George e Susan encomendando os convites para o casamento. Mas nada como a cara de "tô nem aí" dos três amigos na cena final, no hospital. Quanta humanidade. :)

4. "The Wait Out". O destaque do episódio está no humor físico de Kramer, quando ele começa a usar jeans. E compra um tão justo, que não consegue nem se sentar.

5. "The Wink". George fica o tempo todo piscando, depois que algo respinga em seu olho. E isso o leva a várias situações bem engraçadas.

Nenhum comentário: