quinta-feira, março 02, 2006

TRÊS COMÉDIAS



Ontem estava assistindo alguns episódios de SEINFELD - comprei a caixa da 4ª temporada - e vendo o quanto o cinema não dispõe atualmente de nada semelhante, capaz de nos fazer gargalhar com prazer. Não teve nenhum filme que me fizesse rir quanto essa série. No ano passado, o destaque foi mesmo O VIRGEM DE 40 ANOS, que é ótimo. Mas esse é um caso à parte. E o pior é que fora de Hollywood as coisas também não são nada animadoras. Abaixo, um exemplo de três comédias fracas ou medianas. Cada uma a seu modo.

ALEX & EMMA

O que aconteceu com aquele Rob Reiner que dirigiu o maravilhoso HARRY E SALLY - FEITOS UM PARA O OUTRO (1989)? Agora ele tem dirigido coisas medíocres como esse ALEX & EMMA (2003), que nem a participação da lindíssima Kate Hudson ajuda. O filme é chatíssimo. E quando Luke Wilson começa a contar a tal história do livro dele aí é que o filme fica ainda mais chato. ALEX & EMMA é uma armadilha para aquelas pessoas que só alugam - ou só vão ao cinema - pra ver comédia romântica. Será que alguma pessoa no mundo gostou desse filme? O DVD vem com aquelas mini-entrevistas com o elenco falando o óbvio: personagens, enredo etc.

LOUCOS DE AMOR (Mozart and the Whale)

Este é um típico filme com cara de cinema independente: adepto do quanto mais esquisito melhor. Mas até que LOUCOS DE AMOR (2005) é um filme simpático, quando visto sem maiores expectativas. Trata-se de uma história de amor entre autistas. Tem alguns momentos bem interessantes e o casal Josh Hartnet e Radha Mitchell é muito bom. O problema é que o filme não chega a emocionar de fato. Mais indicado aos fãs de Josh ou Radha. Eu sei que existem.

A PANTERA COR-DE-ROSA (The Pink Panther)

Apelação total isso que os executivos de Hollywood estão fazendo. É remake atrás de remake. Ao menos no que se refere a filmes de terror, o negócio até que está funcionando bem. Mas repetir a comédia clássica de Peter Sellers não dá. Por mais que Steve Martin seja um ótimo comediante. Os tempos são outros; este tipo de humor não funciona mais. Ao menos com os adultos. Vendo o potencial do filme para o público infantil, aqui no Brasil, A PANTERA COR-DE-ROSA (2006) está sendo exibido em cópias dubladas e legendadas. Não sei se as crianças estão gostando. O problema de ver dublado é que tem uma cena em que Steve Martin tenta aprender o sotaque americano. Uma das melhores do filme.

Nenhum comentário: