domingo, setembro 25, 2005

GÂNGSTERES DA WARNER PARTE 2



O fim de semana não foi dos melhores. Um de meus consolos foi a chance que tive de ver duas obras-primas de Raoul Walsh, estreladas pelo grande James Cagney. Os dois filmes fazem parte do excelente box Gângsteres lançado pela Warner. HERÓIS ESQUECIDOS (1939) e FÚRIA SANGUINÁRIA (1949) são os dois mais importantes trabalhos de Cagney com o "cineasta aventureiro". Além desses dois, Cagney ainda trabalhou com Walsh em UMA LOURA COM AÇÚCAR (1941) e UM LEÃO ESTÁ NAS RUAS (1953). Os DVDs desses dois filmes estão tão bons que, dessa vez, até os curtas-metragens são legais. Os dois mini-documentários de cerca de 16 minutos, presentes nos dois discos, trazem a presença sempre bem vinda de Martin Scorsese, entre outros especialistas em cinema. Depois desses dois filmes, Walsh passou a entrar na minha lista de diretores preferidos.

HERÓIS ESQUECIDOS (The Roaring Twenties)

Esse filme é um verdadeiro documento das primeiras décadas do século XX. HERÓIS ESQUECIDOS mistura um estilo documental, imitando os cine-jornais da época ao descrever dez anos da história americana - do fim da 1ª Guerra Mundial à Grande Depressão de 1929 -, com o estilo característico dos filmes de gângster do início da década de 30. Nesse filme, James Cagney não é um psicopata como em INIMIGO PÚBLICO Nº 1 e FÚRIA SANGUINÁRIA. Ele fica no meio termo entre os seus outros dois amigos que lutaram na guerra e voltaram pra casa e não encontram uma alternativa de emprego por causa da terrível recessão que o país atravessava. Um dos seus colegas no exército era Humphrey Bogart, que desde o início se revela um sujeito perverso, que se diverte atirando nos soldados inimigos. O outro de seus amigos estuda e se torna um advogado honesto. Já Cagney, depois de tanto levar porta na cara, resolve entrar no comércio ilegal de bebidas. Sua perspicácia acaba por transforma-lo num grande líder do crime. Ainda assim, o final traz uma chance de redenção para ele. O final de HERÓIS ESQUECIDOS é catártico e emocionante. E Humphrey Bogart morre pela segunda vez pelas mãos de Cagney - a primeira tinha sido em ANJOS DE CARA SUJA (1938). Bogart não havia alcançado o estrelato ainda, mas estava bem próximo. Uma das diferenças entre Cagney e Bogart era que o primeiro levava a sério a carreira de ator, esforçando-se para diversificar os seus papéis, dando tudo de si. Ele considerava o cinema uma arte, enquanto que Bogart achava que era apenas um meio de se ganhar dinheiro.

FÚRIA SANGUINÁRIA (White Heat)

A versatilidade de James Cagney encontra em FÚRIA SANGUINÁRIA uma espécie de ápice. Quando eu achava que não veria filme melhor que HERÓIS ESQUECIDOS tão cedo, eis que me deparo com essa pérola que me conquistou desde o início, com aquela memorável seqüência do assalto ao trem. Cagney volta a desempenhar o papel de um psicopata nesse filme que antecede em alguns anos o Norman Bates de PSICOSE. Cagney interpreta um gângster mentalmente perturbado que sofre de terríveis dores de cabeça e morre de amores pela mãe. A cena em que ele está na cadeia e fica sabendo que a velha está morta é de arrepiar. Cagney grita, esmurra a mesa, sai derrubando tudo, socando os guardas de um por um, até ser detido e ir parar na camisa de força. FÚRIA SANGUINÁRIA pode ser dividido em três atos: o primeiro, anterior à prisão; o segundo, na prisão; e o terceiro, com a fuga. A personagem de Virginia Mayo é outro grande destaque do filme. Ela interpreta uma mulher totalmente vil, desleal e vulgar. Walsh adorava mulheres desse tipo em seus filmes. Em HERÓIS ESQUECIDOS já havia a personagem de Gladys George, que não era exatamente desleal, ao contrário, mas que não tinha, digamos, modos de moça de família. A primeira aparição de Virginia Mayo já chama a atenção: ela aparece dormindo e roncando. Uma mulher linda como Virginia nunca era mostrada dessa maneira naquela época. Raoul Walsh gostou tanto de Virginia que trabalhou com a moça novamente em dois filmes em seqüência: EMBRUTECIDOS PELA VIOLÊNCIA (1951) e O FALCÃO DOS MARES (1951). Um dos meus diálogos favoritos de FÚRIA SANGUINÁRIA é quando Cagney leva um sujeito que tinha tentado lhe matar e o sujeito lhe pergunta: "você vai me matar assim, a sangue frio?". E ele diz: "não, eu vou lhe esquentar um pouco antes". Perversamente engraçado.

Curtas-metragens presentes no DVD de HERÓIS ESQUECIDOS:

ALL GIRL REVUE (8 min). Comédia musical sobre mulheres que assumem uma prefeitura e deixam a cidade bem arrumadinha. É simpático, ainda que meio sexista.

THE GREAT LIBRARY MISERY (11 min). Divertida comédia sobre um sujeito que se candidata ao clube dos ranzinzas por causa de um cartão de biblioteca pública.

THUGS WITH DIRTY MUGS (7 min). Desenho animado que satiriza os filmes de gângster da Warner, inclusive com uma versão em desenho de Edward G. Robinson e divertidas brincadeiras metalingüísticas.

Curtas-metragens presentes no DVD de FÚRIA SANGUINÁRIA:

SO YOU THINK YOU'RE NOT GUILTY (10 min). Comédia sobre sujeito que se recusa a se considerar culpado por causa de uma multa no trânsito e chega a ir para a penitenciária por causa disso.

HOMELESS HARE (7 min). O Pernalonga velho conhecido da gente, sob direção do mestre Chuck Jones.

Próximos filmes do box da Warner que pretendo pegar em breve: ALMA NO LODO (1931) e A FLORESTA PETRIFICADA (1936).

Nenhum comentário: