terça-feira, janeiro 16, 2007

GLOBO DE OURO 2007



Não gostei nada do fato de o Globo de Ouro esse ano ter sido apresentado numa segunda-feira. Como dou aula à noite e ainda preciso acordar cedo no dia seguinte, o resultado foi a perda do começo da premiação e uma ressaca braba na manhã de hoje. Sem falar que ontem eu cheguei já bastante cansado da escola, sentindo dores no corpo. Ainda assim, assisti até o final, conversando com os amigos pelo MSN e depois ainda assisti a mais uns trinta minutos do que tinha perdido (que havia gravado) antes de dormir. O problema de conversar pelo MSN enquanto se assiste a premiação é que você acaba ficando um pouco disperso e acompanhando pouco a festa. Havia pelo menos umas quatro janelas do MSN abertas ontem. Mas não tenho do que reclamar já que a escolha foi minha e isso é o mais próximo que eu posso chegar de assistir à premiação acompanhado e tendo alguém com quem comentar, por exemplo, sobre os lindos peitões da Salma Hayek. Ou da já tradicoinal cara emburrada do Scorsese. Ou das demais beldades lindas que aparecem na festa.

Na verdade, ver o mulherio bonito é o que mais me dá prazer nessas premiações. Além da Salma Hayek, enfeitaram a festa a maravilhosa Hayden Panettiere (de HEROES), Evangeline Lilly (LOST), Kate Winslet, Cate Blanchett, Jennifer Lopez, Beyoncé Knowles, entre outras maravilhas, boas demais para o mortal comum.

Durante a premiação do Globo de Ouro, a maioria dos filmes indicados ainda não tem chegado nos nossos cinemas. No Oscar - que, graças a Deus, vai ser num domingo -, é diferente: já conhecemos os principais indicados e podemos palpitar melhor ou torcer por algum filme, ator ou diretor. Nesse Globo de Ouro, eu estive até um pouco indiferente. Pra mim tanto fazia se quem ganhava era BABEL ou OS INFILTRADOS ou qualquer outro.

Um detalhe que eu achei curioso foi o fato de que Hollywood está cheia de estrangeiros, representados especialmente pelo elenco de UGLY BETTY. Em compensação, os americanos invadiram a categoria de filme em língua estrangeira. Filmes como APOCALYPTO e CARTAS DE IWO JIMA acabaram tomando o lugar de produções de outros países.

Quanto às surpresas, talvez a única delas seja o fato de Eddie Murphy ter ganhado o prêmio de ator coadjuvante por DREAMGIRLS - EM BUSCA DO SONHO, numa espécie de volta por cima do ator, que andava meio em decadência há algum tempo. Quanto a mais uma premiação para Merryl Streep, isso até já perdeu a graça. Que ela é uma grande atriz, disso ninguém duvida, mas ela já ganhou muitas vezes. Por isso que prefiro ver uma cara nova e interessante, como a de Sacha Baron Cohen (BORAT), que fez muita gente chorar de rir na hora de seu discurso de agradecimento. Entre os apresentadores, fiquei feliz de ver juntos o Hugh Grant e a Drew Barrymoore. Sou fã dos dois, principalmente do Hugh, e fiquei bem interessado na comédia romântica MÚSICA E LETRA.



Quanto às séries, o que será que GREY'S ANATOMY tem que ganha tantos prêmios e é tão vista nos Estados Unidos? Não conheço ninguém que assista à série. Não que eu duvide de suas qualidades. Queria que ao menos Michael C. Hall tivesse ganhado o prêmio por DEXTER, mas quem papou novamente foi o Hugh Laurie, por HOUSE.

O momento mais revoltante: quando Rubens Ewald Filho diz sobre Scorsese: "dessa vez ele fez um filme bom." Dessa vez?? Fala sério!!!

O momento mais engraçado: Tom Hanks, durante a homenagem a Warren Beatty, falando sobre sua fama de comedor - o desgraçado papou até a Natalie Wood, lucky bastard!! No discurso, Beatty demonstrou um grande amor pela esposa, Annete Benning, além de reconhecer o quanto está atrás de caras como Clint Eastwood e Jack Nicholson. Se bem que deixar Warren Beatty atrás não é muito negócio não.



Vencedores da noite:

CINEMA

Melhor Filme - Drama: BABEL

Melhor Filme - Musical/Comédia: DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO

Melhor Direção: Martin Scorsese, por OS INFILTRADOS

Melhor Roteiro: Peter Morgan, por A RAINHA

Melhor Atriz - Drama: Helen Mirren, por A RAINHA

Melhor Ator - Drama: Forest Whitaker, por O ÚLTIMO REI DA ESCÓCIA

Melhor Atriz - Musical/Comédia: Meryl Streep, por O DIABO VESTE PRADA

Melhor Ator - Musical/Comédia: Sacha Baron Cohen, por BORAT

Melhor Atriz Coadjuvante: Jennifer Hudson, por DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO

Melhor Ator Coadjuvante: Eddie Murphy, por DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO

Melhor Canção Original: "The Song of the Heart", de Prince Rogers Nelson, por HAPPY FEET: O PINGÜIM

Melhor Trilha Sonora Original: Alexander Desplat, por THE PAINTED VEIL

Melhor Animação: CARROS

Melhor Filme Falado em Língua Estrangeira: CARTAS DE IWO JIMA

Prêmio Cecil B. DeMille para Warren Beatty.

TELEVISÃO

Melhor Série - Drama: GREY'S ANATOMY

Melhor Atriz de Série - Drama: Kyra Sedwick, por THE CLOSER

Melhor Ator de Série - Drama: Hugh Laurie, por HOUSE

Melhor Série - Musical/Comédia: UGLY BETTY

Melhor Atriz de Série - Musical/Comédia: America Ferrera, por UGLY BETTY

Melhor Ator de Série - Musical/Comédia: Alec Baldwin, por 30 ROCK

Melhor Minissérie ou Filme Feito para TV: ELIZABETH I

Melhor Atriz de Mini-Série ou Filme Feito para TV: Helen Mirren, por ELIZABETH I

Melhor Ator de Mini-Série ou Filme Feito para TV: Bill Nighy, por GIDEON'S DAUGHTER

Melhor Atriz Coadjuvante de Série, Minissérie ou Filme Feito para TV: Emily Blunt, por GIDEON'S DAUGHTER

Melhor Ator Coadjuvante de Série, Minissérie ou Filme Feito para TV: Jeremy Irons, por ELIZABETH I

Nenhum comentário: