segunda-feira, fevereiro 26, 2007

OSCAR 2007



Acompanhar a cerimônia do Oscar, eu faço desde 1989. Desde esse ano não perdi uma só vez e sempre acompanho até o fim, agüentando até quando o sono bate forte. Agora, com a internet, até que não sinto mais tanto sono, mas a cerimônia em geral esse ano foi um pouco chata. A mestre de cerimônias não foi das melhores, mas sua presença rendeu pelo menos um dos melhores momentos da noite, que foi quando ela pediu para Steven Spielberg tirar uma foto dela ao lado do Clint Eastwood. No mais, sua presença foi bastante sem graça. Inclusive, ao ver Jerry Seinfeld apresentando um prêmio e fazendo seu humor peculiar, ficou difícil não sonhar em vê-lo um dia apresentando o prêmio da Academia. Ele falou sobre a mania que os donos dos cinemas têm de querer que a gente recolha o lixo no final das sessões. O amigo Larry David também estava presente no auditório.

Falando em piada, uma das mais legais (ainda que com problema de timing) foi aquela envolvendo o Leonardo DiCaprio e o Al Gore, quando DiCaprio perguntou se Gore não queria aproveitar a ocasião para fazer um anúncio. A presença de Gore foi recebida com muito respeito pelos artistas - Kate Winslet, por exemplo, olhou com certa devoção para o quase Presidente da República. Como a maioria dos artistas de Hollywood são democratas, Al Gore se sentiu em casa.

A festa em si foi de valorização das minorias. Além de a própria apresentadora ser gay, o prêmio de melhor canção foi para "I Need to Wake Up", cantada por Melissa Etheridge, do filme ecologista de Gore. Melissa estava ao lado de sua esposa/namorada. Artistas latinos tiveram sua vez, graças a filmes como BABEL e O LABIRINTO DO FAUNO. Dois artistas negros receberam prêmios de interpretação: Forrest Whitaker, por O ÚLTIMO REI DA ESCÓCIA, e Jennifer Hudson, por DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO.

Aliás, não posso me esquecer de mencionar o quanto essa menina é irritante quando canta. Parece que, ao darem-lhe o Oscar, deram corda pra ela gritar ainda mais. Já a Beyonce, eu até que não me incomodaria se ela gritasse (de leve) nos meus ouvidos à noite, antes do sexo. ;) Beyonce era a mais linda da noite e fico sempre hipnotizado quando a vejo no palco. Já a Eva Green tá ficando feia, estranha, parecendo uma bruxa de filme infantil. Parece que sair da Europa não fez bem pra ela. Ou então foi a maquiagem pesada que estragou sua beleza.

Lindo mesmo foi a homenagem que fizeram ao Ennio Morricone. Pena que tudo foi por água abaixo quando colocaram a Celine Dion para cantar o tema de ERA UMA VEZ NA AMÉRICA. Fico imaginando o que deve ter passado pela cabeça do velho italiano nesse momento. Será que ele gostou da interpretação da Celine? Pouco provável. Também gostei da montagem com cenas de filmes estrangeiros ganhadores do Oscar. Essas montagens são geralmete pontos altos da premiação, junto com a homenagem aos mortos do último ano.

No mais, Oscar sem Jack Nicholson gargalhando lá na frente não é Oscar. E dessa vez não foi diferente. O diferente foi vê-lo careca. Não sei por qual razão. E a premiação para OS INFILTRADOS foi ok, talvez a mais razoável entre os cinco indicados. O meu favorito era CARTAS DE IWO JIMA, mas estava torcendo mesmo para o Martin Scorsese, pra acabarem logo com essa situação incômoda de ele não ter ganhado nenhum Oscar de uma vez. Nem mesmo ele estava agüentando essa cobrança dos fãs, conforme falou no discurso de agradecimento. Só achei uma pena ele ter ganhado por um filme que não representa o seu melhor, já que ele tem tantos filmes melhores no currículo.

Os premiados da noite:

Melhor Filme: OS INFILTRADOS

Melhor Direção: Martin Scorsese, por OS INFILTRADOS

Melhor Ator: Forest Whitaker, por O ÚLTIMO REI DA ESCÓCIA

Melhor Ator Coadjuvante: Alan Arkin, por PEQUENA MISS SUNSHINE

Melhor Atriz: Helen Mirren, por A RAINHA

Melhor Atriz Coadjuvante: Jennifer Hudson, por DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO

Melhor Roteiro Original: PEQUENA MISS SUNSHINE

Melhor Roteiro Adaptado: OS INFILTRADOS

Melhor Montagem: OS INFILTRADOS

Melhor Fotografia: O LABIRINTO DO FAUNO

Melhor Direção de Arte: O LABIRINTO DO FAUNO

Melhor Figurino: MARIA ANTONIETA

Melhor Maquiagem: O LABIRINTO DO FAUNO

Melhores Efeitos Visuais: PIRTAS DO CARIBE: O BAÚ DA MORTE

Melhor Som: DREAMGIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO

Melhor Edição de Som: CARTAS DE IWO JIMA

Melhor Trilha Sonora Original: BABEL

Melhor Canção Original: "I Need to Wake Up", de UMA VERDADE INCONVENIENTE

Melhor Filme de Animação: HAPPY FEET: O PINGÜIM

Melhor Filme Estrangeiro: A VIDA DOS OUTROS (Alemanha)

Melhor Documentário: UMA VERDADE INCONVENIENTE

Melhor Documentário em Curta-Metragem: THE BLOOD OF YINGZHOU DISTRICT

Melhor Curta-Metragem: WEST BANK STORY

Melhor Curta de Animação: THE DANISH POET


Nenhum comentário: