segunda-feira, fevereiro 28, 2011

OSCAR 2011



E o Oscar 2011 deu um passo atrás e se rendeu ao academicismo de anos anteriores, tendo como várias opções diretores e filmes mais modernos. O DISCURSO DO REI foi o vencedor da noite, ainda que não tenha conquistado tantos prêmios, levando em consideração o número de indicações (doze). A vitória do filme de Tom Hooper (que também levou o prêmio de direção) acabou deixando uma grande leva de cinéfilos indignados. Eu, como já estou há mais de vinte anos acompanhando a premiação, já não ligo mais para "injustiças". Lembremos que bombas maiores (QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO? e CHICAGO, só para citar duas) já ganharam o prêmio principal. Injustiça por injustiça, ALÉM DA VIDA, de Clint Eastwood, foi indicado apenas na categoria de efeitos visuais!

O negócio é relaxar e curtir o que há de melhor da festa. E até o que há de pior e constrangedor também, que acaba sendo motivo de risos e comentários entre os amigos do twitter. Aliás, ver a festa no twitter é muito mais animado. Uma grande mesa redonda cheia de amigos com interesses em comum mas nem sempre com a mesma opinião, é claro. No twitter, eu fiquei sabendo o quanto Billy Crystal é amado. Não só por mim, como por muitos que o consideram o melhor apresentador do Oscar de todos os tempos. Ou pelo menos dos últimos vinte anos. Sua aparição fez com que todos na plateia ficassem de pé. O ator e comediante acabou se tornando quase uma lenda na história do Oscar.

Mas em compensação, as homenagens a Francis Ford Coppola, Jean-Luc Godard e Eli Wallach foram uma tristeza e uma total falta de consideração para com os homenageados. Tudo bem que todo mundo sabia que Godard não ia pôr os pés em Hollywood, mas por que não escolher um só e homenagear com um clipe com grandes momentos da carreira, como aconteceu em outras edições? Entre os pontos positivos, podemos destacar a apresentação do jovem casal James Franco e Anne Hathaway. E como era de se esperar, Anne se saiu muito melhor do que o seu parceiro, fazendo um número musical que tirava um sarro de Hugh Jackman. A atriz é tão extrovertida e corajosa que dá até inveja. Fez até piada com a sua não-indicação, dizendo que antigamente quem tirava a roupa ganhava indicações, fazendo citação a seu filme AMOR & OUTRAS DROGAS.

Quanto às premiações, a mais bem recebida da noite foi sem dúvida a de Natalie Portman, por CISNE NEGRO. A jovem israelense é uma atriz de mão cheia e mereceu demais o prêmio, o único recebido pelo longa de Aronofsky. Mas eu notei algo de triste no semblante da jovem desde a sua aparição no tapete vermelho. Espero que esteja tudo bem com ela. Junto com a Catherine Zeta-Jones foi a mulher grávida mais bela a subir para receber o prêmio. E ela ainda teve a sorte de ter um comercial de um perfurme da Dior, dirigido pela Sofia Coppola, passando nos intervalos comerciais.

Uma das coisas que muita gente odiou, mas que eu gostei, foi a solução encontrada para anunciar os indicados a melhor filme. Eles fizeram uma edição com o emocionante discurso final de Colin Firth em O DISCURSO DO REI com imagens de cenas de batalhas ou lutas dos outros filmes indicados. O resultado ficou classudo, bonito, com uma música de fundo bela e solene. E que acabou valorizando todos os indicados, por mais que já soubéssemos naquele momento que a vitória do filme mais careta da noite estava certa. E também teve o problema dos spoilers, mas quem mandou não ver os filmes com antecedência? :)

Entre as beldades da noite, posso destacar Mila Kunis, com um sex appeal fenomenal. É como se ela estivesse ainda sob o efeito da personagem de CISNE NEGRO, assim como Natalie. Gwyneth Paltrow e Mandy Moore estavam lindas cantando, embora as canções não fossem lá tão boas. Mas isso já é de praxe na festa do Oscar. Nicole Kidman parece estar passando por uma reviravolta positiva em sua vida. Está mais bonita e voltou a ser indicada. Mas a garota que chamou mais a atenção de todos foi mesmo Jennifer Lawrence, de apenas vinte aninhos e indicada ao prêmio por INVERNO DA ALMA, numa interpretação muito boa. Espera-se que tenha uma carreira brilhante.



Os vencedores da noite:

Melhor Filme - O DISCURSO DO REI
Direção - Tom Hooper (O DISCURSO DO REI)
Roteiro Original - O DISCURSO DO REI
Roteiro Adaptado - A REDE SOCIAL
Ator - Colin Firth (O DISCURSO DO REI)
Atriz - Natalie Portman (CISNE NEGRO)
Ator Coadjuvante - Christian Bale (O VENCEDOR)
Atriz Coadjuvante - Melissa Leo (O VENCEDOR)
Fotografia - A ORIGEM
Montagem - A REDE SOCIAL
Trilha Sonora Original - A REDE SOCIAL
Canção Original - "We Belong Together", de TOY STORY 3
Mixagem de Som - A ORIGEM
Edição de Som - A ORIGEM
Efeitos Visuais - A ORIGEM
Direção de Arte - ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS
Figurino - ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS
Maquiagem - O LOBISOMEM
Filme Estrangeiro - EM UM MUNDO MELHOR (Dinamarca), de Susanne Bier
Longa de Animação - TOY STORY 3
Curta de Animação - THE LOST THING
Curta - GOD OF LOVE
Documentário - TRABALHO INTERNO
Curta Documentário - STRANGERS NO MORE

Nenhum comentário: