quarta-feira, maio 16, 2007

FOI DEUS QUEM MANDOU (Gold Told me to)



Só vim prestar atenção de verdade nos filmes de Larry Cohen mais recentemente, ao me deliciar com pérolas como TÃO BOM QUANTO A MORTE (1995) e o seu mais recente trabalho ESTRADA DA MORTE (2006), feito para a antologia MASTERS OF HORROR. Ambos são filmes que têm um ritmo dos mais saborosos e mostram que mesmo fazendo mais roteiros e dirigindo menos filmes, Cohen continua em plena forma. Por falar no diretor, hoje comprei o DVD de A COISA (1985), naquele esquema dois em um. O filme vem junto com o picareta JACK-O - DEMÔNIO DO HALLOWEEN, que nada tem a ver com o Cohen, quero deixar claro.

FOI DEUS QUEM MANDOU (1976) foi lançado em DVD no Brasil pela Aurora e como eu não encontrei o filme nas locadoras daqui, aproveitei-me da boa vontade do amigão Thomaz e pedi pra ele copiar o filme pra mim. E falando em Aurora, parece que a distribuidora pernambucana foi mesmo pro saco. Uma pena, já que eles haviam prometido o lançamento de GALO DE BRIGA, do Monte Hellmann, e parece que o filme não chegou a ser lançado. Inclusive, saiu até resenha do filme na Paisà - alô, pessoal da revista, o DVD saiu ou não saiu? Ou o resenhista viu o filme num DVD importado ou outros meios alternativos?

A trama de FOI DEUS QUEM MANDOU é bem intrigante. Começa com uma cena externa nas ruas de Nova York. Um sujeito, do alto de um prédio, atira em quinze pedestres com uma arma de fogo de longo alcance. Quando um policial consegue subir no edifício e pergunta a ele porque ele fez aquilo o homem diz: "foi Deus quem mandou". E assim outros assassinos dizem a mesma coisa, deixando no ar um clima de pânico e terror. Tony Lo Bianco é o protagonista, no papel de um detetive da polícia de fortes crenças católicas que fica obcecado pelo estranho caso, correndo o risco até mesmo de perder a própria sanidade. O modo como a trama se desenvolve é bem interessante. Se no início, o filme parece mais do gênero policial, a mudança para o horror vai se acentuando aos poucos.

Tem dois filmes de Cohen que eu tenho muita vontade de assistir desde os tempos das colunas do Carlão Reichenbach. São eles: FBI - ARQUIVO SECRETO (1977) e ESPECIAIS EFEITOS (1985). O primeiro parece que só saiu em VHS e hoje é um título difícil de encontrar nos sebos. O segundo, parece que saiu em DVD numa dessas distribuidoras baratas, mas também não achei em nenhum site de venda.

FOI DEUS QUEM MANDOU foi dedicado ao excepcional músico Bernard Hermann, que havia trabalhado com Cohen em NASCE UM MONSTRO (1974).

Nenhum comentário: